Bem-vindo à Agência de Desenvolvimento de Juiz de Fora e Região!

Horário de Funcionamento de 13:00 às 19:00

Av. Getúlio Vargas, 455 / 4° andar Centro , Juiz de Fora, MG

(32) 3215.7100(32) 3217.9846

18Dez

Bruno Siqueira anuncia mais seis nomes de sua administração


por: Jornal Tribuna de Minas

O prefeito eleito Bruno Siqueira (PMDB) anunciou ontem os nomes de mais seis secretários de sua futura administração. Até o momento foram conhecidos 11 dos 23 integrantes do primeiro escalão da Prefeitura (ver quadro). Diferentemente do anúncio da última semana, nas novas indicações predominam o perfil político. O ex-prefeito José Eduardo Araújo, que será responsável pela Empav, e o administrador André Zatorre, que ficou com a direção-geral do Demlurb, entram na cota do PMN, do vereador Isauro Calais. Indicado pelo PCdoB, o engenheiro Basileu Tavares vai chefiar a Secretaria de Atividades Urbanas (SAU). Da direção local do PMDB, a advogada Rafaela Medina Cury será a presidente da Comissão Permanente de Licitação (CPL), e o vereador Francisco Canalli ficará com a Secretaria de Esporte e Lazer. Fechando a lista, o advogado Luís Cláudio Santos assumirá a recém-criada Secretaria Municipal do Meio Ambiente, que substitui a Agenda-JF.

Os demais secretários do prefeito eleito devem ser conhecidos até a véspera do Ano-Novo. Os nomes serão anunciados em mais duas ou três levas. Ainda esta semana devem ser feitas novas indicações, quando podem ser contemplados outros vereadores não reeleitos da atual legislatura. Nesse sentido, a maior expectativa ronda o destino do petista Flávio Cheker. Cotado para assumir a Secretaria de Assistência Social, ele foi vetado pelo diretório municipal do PT por meio de uma resolução determinando a condição de oposição do partido no município. A postura local, no entanto, não teve respaldo das direções estadual e nacional, que defendem a aliança com o PMDB como forma de fortalecer a candidatura à reeleição da presidente Dilma Rousseff. Estrelas do PT de Minas, como os ex-ministros Patrus Ananias e Nilmário Miranda, além do ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, teriam dado aval para Cheker assumir a pasta em Juiz de Fora.

Enquanto os petistas juiz-foranos travam mais um embate interno, o PCdoB agiu rápido e ingressou na base da futura administração. Para os comunistas, pesou o fato de o PMDB ser da base aliada do Governo federal. Até mesmo a provável presença dos tucanos na equipe não incomoda os dirigentes do partido. Nesse sentido, o discurso é de defesa do espaço progressista de esquerda na gestão municipal. Além de contemplar o PCdoB, que segue à frente do Ministério do Esporte, a indicação de Basileu ecoa de forma positiva junto ao reitor da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Henrique Duque de Miranda Chaves, com quem o engenheiro trabalhou nos últimos anos.

Com propósito semelhante do PCdoB de ocupar espaço na administração peemedebista, o PSDB é cotado para duas pastas. O vereador e presidente do tucanato local, José Laerte, deve mesmo assumir a Secretaria de Saúde. Sua indicação teria o aval do secretário de Estado da Saúde, Antônio Jorge Marques (PPS), e do deputado federal Marcus Pestana (PSDB). O outro tucano em alta é o economista da Embrapa Paulo do Carmo Martins. Seu nome aparece como aposta para assumir a Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Econômico. Em ambos os casos, os nomes conseguem aliar perfil técnico e político. Outros partidos também devem ter espaço no futuro Governo, mas com funções no segundo e terceiro escalões, caso do PV, PRB, PSC e PTB. Para esses cargos, as definições devem ficar para janeiro.


Últimas Notícias



Galeria de Fotos