Bem-vindo à Agência de Desenvolvimento de Juiz de Fora e Região!

Horário de Funcionamento de 13:00 às 19:00

Av. Getúlio Vargas, 455 / 4° andar Centro , Juiz de Fora, MG

(32) 3215.7100(32) 3217.9846

13Jul

Cadeia laticinista se reúne em Juiz de Fora


por: Assessoria

Começa nesta terça-feira, 14, o Minas Láctea 2015, que reúne quatro dos principais eventos do setor laticinista na América Latina: 30º Congresso Nacional de Laticínios, 42ª Exposição de Máquinas, Equipamentos, Embalagens e Insumos para a Indústria Laticinista (Expomaq), 41ª Exposição de Produtos Lácteos (Expolac) e 30º Concurso Nacional de Produtos Lácteos. A feira é referência em difusão de tecnologias sobre leite e derivados e na apresentação de novos produtos, equipamentos e maquinário. O evento realizado pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG), vai até o dia 16, no Expominas Juiz de Fora e no Instituto de Laticínios Cândido Tostes. O credenciamento pode ser feito através do link: goo.gl/ccyEUl

Para o presidente da EPAMIG, Rui Verneque, eventos como este estimulam o mercado mineiro do leite. "É uma ótima oportunidade para as indústrias do setor atualizarem conhecimentos e lançarem novos produtos. Pretendemos levar aos participantes uma visão estratégica de futuro", ressalta.

 

30º Congresso Nacional de Laticínios

A 30ª edição do Congresso Nacional de Laticínios, com tema "A indústria de laticínios do Brasil em tempos de crise: desafios e perspectivas", conta com 10 palestras, seis minicursos e quatro comunicados técnicos e 111 pôsteres. A programação acontece entre os dias 14 e 16 de julho, no Instituto de Laticínios Cândido Tostes, em Juiz de Fora.

O tradicional evento irá discutir assuntos como o mercado consumidor de alimentos e bebidas; tendências e desafios para a cadeia do leite; desafios para implantação de inovações em tempo de crise; dentre outros. Também serão realizados cursos sobre tecnologias de processamento de produtos lácteos, higienização, revisão de conhecimentos sobre queijos. De acordo com o coordenador desta edição, Adauto Lemos, que é também pesquisador da EPAMIG/ILCT, o momento é de o laticinista buscar conhecer o mercado. "É preciso conhecer o consumidor, investir em portfólio de produtos, com uma lista de produção por oferta. Os alimentos funcionais, por exemplo, foi um mercado criado".

Alguns fatores que influenciam o rendimento na produção de queijos serão apresentados pela pesquisadora da EPAMIG/ILCT Denise Sobral na palestra "Como aumentar o rendimento em queijos", nesta terça-feira, às 11h50. Segundo a pesquisadora, é preciso fazer o controle da composição do leite, da fabricação dos queijos e monitoramento da produção para conseguir identificar causas de baixa ou alta do rendimento. "O tempo de refrigeração do leite, a escolha e a qualidade dos ingredientes, por exemplo, são aspectos que vão influenciar no rendimento da produção", explica. Denise ressalta que o controle desde a composição do leite até o produto final está ligado à competitividade de mercado. "É um assunto ainda mais discutido em momentos de crise", afirma.

Foto: Cursos irão abordar tecnologias de processamento de produtos lácteos, higienização, revisão de conhecimentos sobre queijos.

Crédito: Ana Cristina Ajub

 


Últimas Notícias



Galeria de Fotos