Bem-vindo à Agência de Desenvolvimento de Juiz de Fora e Região!

Horário de Funcionamento de 13:00 às 19:00

Av. Getúlio Vargas, 455 / 4° andar Centro , Juiz de Fora, MG

(32) 3215.7100(32) 3217.9846

29Out

Empresários criam corredor comercial na Cidade Alta


por: Tribuna de Minas

A Estrada Engenheiro Gentil Forn, no Morro do Imperador, será transformada em um corredor comercial para atender a demanda de moradores da região da Cidade Alta. Proprietários de empresas localizadas na via se organizaram para a construção do projeto Cristo Boulevard, inspirado em ruas paulistas que possuem comércio forte, como a Rua Normandia e a Travessa Mancini. O espaço irá oferecer diferentes produtos e soluções nos segmentos de lazer, decoração, saúde e gastronomia. Até o momento, 12 empresas participam do projeto.

 

Empresária do setor moveleiro e uma das idealizadoras do Cristo Boulevard, Adriana Barros explica que a ideia surgiu a partir da constatação de que a rua despontava com vocação para negócios. "Nos últimos anos, acompanhamos o crescimento demográfico da Cidade Alta. Enxergamos, então, a necessidade de responder ao aumento da demanda destes consumidores, que precisavam se deslocar até o Centro para fazer suas compras." Adriana explica que o projeto pretende ser uma referência para toda a cidade. "Faremos um espaço para consumo, bem-estar e convivência social." A proposta é valorizar a área, para alavancar negócios e contribuir para o desenvolvimento da região.

 

No Cristo Boulevar, todos os estabelecimentos seguirão um padrão de identidade visual. Os lojistas vão se organizar em uma associação para definir ações conjuntas. Foi estabelecida uma parceria com a Prefeitura para permitir a realização de melhorias na região, como iluminação, pavimentação, segurança e possibilidade de criação de um ponto de táxi.

 

Estudo econômico elaborado em conjunto por UFJF, Sebrae e Sindcomércio, divulgado na semana passada, mostrou que Juiz de Fora é a primeira opção de compras para 22 municípios da Zona da Mata, mas o comércio local não tem aproveitado este potencial. Uma das alternativas apontadas pelo levantamento para modificar esta realidade seria a realização de ações consorciadas e intervenções do Poder Público sobre questões como segurança e trânsito.

 

A Estrada Engenheiro Gentil Forn, no Morro do Imperador, será transformada em um corredor comercial para atender a demanda de moradores da região da Cidade Alta. Proprietários de empresas localizadas na via se organizaram para a construção do projeto Cristo Boulevard, inspirado em ruas paulistas que possuem comércio forte, como a Rua Normandia e a Travessa Mancini. O espaço irá oferecer diferentes produtos e soluções nos segmentos de lazer, decoração, saúde e gastronomia. Até o momento, 12 empresas participam do projeto.

 

Empresária do setor moveleiro e uma das idealizadoras do Cristo Boulevard, Adriana Barros explica que a ideia surgiu a partir da constatação de que a rua despontava com vocação para negócios. "Nos últimos anos, acompanhamos o crescimento demográfico da Cidade Alta. Enxergamos, então, a necessidade de responder ao aumento da demanda destes consumidores, que precisavam se deslocar até o Centro para fazer suas compras." Adriana explica que o projeto pretende ser uma referência para toda a cidade. "Faremos um espaço para consumo, bem-estar e convivência social." A proposta é valorizar a área, para alavancar negócios e contribuir para o desenvolvimento da região.

 

No Cristo Boulevar, todos os estabelecimentos seguirão um padrão de identidade visual. Os lojistas vão se organizar em uma associação para definir ações conjuntas. Foi estabelecida uma parceria com a Prefeitura para permitir a realização de melhorias na região, como iluminação, pavimentação, segurança e possibilidade de criação de um ponto de táxi.

 

Estudo econômico elaborado em conjunto por UFJF, Sebrae e Sindcomércio, divulgado na semana passada, mostrou que Juiz de Fora é a primeira opção de compras para 22 municípios da Zona da Mata, mas o comércio local não tem aproveitado este potencial. Uma das alternativas apontadas pelo levantamento para modificar esta realidade seria a realização de ações consorciadas e intervenções do Poder Público sobre questões como segurança e trânsito.

 


Últimas Notícias



Galeria de Fotos