Bem-vindo à Agência de Desenvolvimento de Juiz de Fora e Região!

Horário de Funcionamento de 13:00 às 19:00

Av. Getúlio Vargas, 455 / 4° andar Centro , Juiz de Fora, MG

(32) 3215.7100(32) 3217.9846

25Jan

Juro de pessoa física recua e fecha 2012 no menor valor em 18 anos


por: www.g1.globo.com

Por conta principalmente da atuação dos bancos públicos, que lideraram o processo de redução dos juros em 2012, a taxa média cobrada pelas instituições financeiras às pessoas físicas registrou queda de 9,2 pontos percentuais em todo ano passado, encerrando em 34,6% ao ano, o menor valor de toda a série histórica do Banco Central - que começa em julho de 1994. Os números foram divulgados pela autoridade monetária nesta sexta-feira (25).

Segundo o BC, a taxa média de juros bancários de todas as operações com recursos livres (que não têm destinação específica, como crédito rural ou imobiliário), que inclui pessoas físicas e empresas, também registrou o menor valor de toda a série do BC, que, nesse caso, começa em junho de 2000. Em dezembro, os juros médios de todas operações de crédito somaram 28,1% ao ano, contra 37,1% ao ano em dezembro de 2011. Nesse caso, o recuo foi de 9 pontos percentuais em todo ano passado.

No caso da taxa média que os bancos cobram em suas operações com empresas, ainda segundo números do BC, o valor registrado em dezembro de 2012, de 20,6% ao ano, também é o menor valor já registrado em toda a série histórica da autoridade monetária, que começa em junho de 2000 para este indicador.

Bancos públicos continuarão reduzindo juros em 2013
Em entrevista ao G1, no fim do ano passado, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, revelou que os juros bancários cobrados pelos bancos públicos em suas operações de crédito continuarão a recuar em 2013 - pressionando novamente as instituições privadas a baixarem suas taxas.

As instituições públicas continuarão cortando os juros, segundo ele, a despeito da expectativa do mercado financeiro da manutenção da taxa básica, fixada pelo BC, em 7,25% ao ano no decorrer de 2013.

"Os bancos públicos vão continuar reduzindo os juros. Apesar de os juros terem caído bastante ultimamente, ainda estamos defasados em relação ao resto do mundo. No Brasil, se pratica juros elevados. Então, temos condições de ter uma trajetória benigna em relação aos juros", declarou Mantega na ocasião.

 


Últimas Notícias



Galeria de Fotos